Como surgiu o Coelhinho da Páscoa?

Ninguém sabe ao certo as origens do coelhinho da Páscoa, mas acredita-se que a escolha do coelho como símbolo é devido à sua capacidade de procriação e reprodução, além do valor simbólico numa festa dedicada à Primavera e principalmente à fertilidade da terra.

Na Alemanha, o coelho era o símbolo de uma deusa adorada pelos germânicos e anglo-saxões, cuja celebração coincidia com a Páscoa Cristã. Originou-se então na cultura germânica, pelo século 16, que deu ao coelhinho da Páscoa um significado místico que conservamos e conhecemos até hoje.

Antes de Cristo, o coelho já era um símbolo de fertilidade associado à deusa fenícia Asarté, a quem estava dedicado o mês de abril. Nos países anglo-saxões, esta deusa se chama Easter e em sua honra se celebrava a festa da Páscoa. Originalmente esta festa servia para homenagear a deusa teutônica da luz e da primavera. No século VIII, os anglo-saxões transferiram o nome de Easter à festa cristã que celebra a Ressurreição de Cristo, adaptando o nome da festa pagã às tradições cristãs.

A partir do século XIX, começaram a fazer bonecos de chocolate e de açúcar na Alemanha, porque começou a circular entre a população  uma lenda que transmite a história sobre a origem do Coelho da Páscoa. A história conta que um coelho foi preso no túmulo de Jesus e presenciou a sua ressurreição. Tendo testemunhado o milagre, e sair da caverna junto com Jesus, se disse que foi escolhido como o mensageiro para comunicar e lembrar às todas as crianças a boa notícia, dando ovos pintados, que também estão presentes no chocolate e outras guloseimas durante a Páscoa.

No Brasil, os primeiros relatos do coelho da páscoa remontam o ano de 1913 e – adivinhem só!? – foi trazido também por imigrantes alemães que por aqui se estabeleceram naquele ano.

Por que se escondem os ovos de Páscoa?

Hoje em dia, além dos ovos de chocolate, também se fabricam coelhinhos de chocolate para presentear às crianças no Domingo de Páscoa. O coelho de Páscoa, hoje, é um dos produtos más vendidos durante a Semana Santa, em muitos países.
O costume de pintar e depois de esconder os ovos de Páscoa nos jardins das casas, para a alegria e a surpresa das crianças os encontram, ainda se conserva em muitos países. Esta tradição simboliza a perseguição de Jesus por Herodes e a intervenção de Deus para evitar que Jesus seja encontrado.

fonte:Guiainfantil

Leave a Reply