COMO NASCEU O MEGA PARK?

De uma festa frustrante a uma ideia brilhante

Tudo começou por volta de junho de 2015, no primeiro aniversário da nossa filha Rafaela. O sonho de uma festa marcante e inesquecível, com amigos e familiares reunidos para celebração de uma data tão especial. Os preparativos começaram com muito tempo antecedência (7 meses aproximadamente). Procuramos salão  para garantir a data, já que há tantos disponíveis na cidade e o escolhido era um dos melhores, porém a estrutura não era adequada para festas infantis, não havia trocador de fraldas (tivemos que improvisar), banheiros não adaptados e escadas para utilização dos banheiros, não tinha ar condicionado, somente alguns ventiladores (a festa foi em pleno verão, imagine…), não tinha caixas de som, poucas mesas e algumas quebradas.

Salão reservado e começamos a segunda fase, buscamos fornecedores de salgadinhos, barraquinha de crepe, bolo, docinhos, doces personalizados e lembrancinhas. Com várias opções na cidade, experimentamos de várias pessoas para selecionar o melhor (já neste processo foram outros meses…). Agora, já era o momento de procurar brinquedos, monitores, garçons, djs, telão de fotos, móveis para decoração, mesas, cadeiras extras e ufa! Deu trabalho! Como a mamãe queria tudo perfeito, escolheu alugar os móveis e fazer a decoração por conta própria. Comprou os personagens e algumas peças de decoração e gastou muito além do planejado. A pessoa contratada nesse período, mudou de cidade (olha o imprevisto!) e tivemos medo dela não cumprir o combinado, ainda mais que já havia sido pago. A decoração começou no dia anterior da festa, foram dois dias inteiros para arrumação, isso contando com a ajuda de toda a família, primos, tios, avós, etc. Arrumamos as mesas, inflamos os balões, decoramos a mesa principal, os doces, levamos o refrigerante para gelar. Deu um trabalho danado!
Chegou o dia tão aguardado! Era quase a hora da festa e ainda não tínhamos arrumado tudo. Saí correndo pra tomar banho e trocar de roupa, cheguei atrasada e  já havia convidados me esperando. A festa já havia inclusive começado e cadê bolo? Tivemos que ligar para o fornecedor entregar, pois ele havia esquecido (sem comentários…).

No meio da festa, os garçons nos informaram que o salgadinho encomendado já estavam acabando, isso porque compramos uma quantidade extra e a pessoa contratada levou um extra também. Enfim, tiveram que buscar mais salgadinhos para não ter perigo de faltar, afinal ninguém podia sair de lá com fome, não é mesmo? Um tempo depois, nos chamaram de novo, agora era a bebida que estava acabando, puxa, lá se foi o “extra” também… O avô se prontificou em ajudar e saiu correndo atrás de bebida gelada e num sábado à noite foi fácil achar, mas claro, pagamos muito mais por isso. Os sucos estavam em uma linda suqueira enfeitando a mesa, adivinhe, também havia acabado, água mineral também. Como saberíamos que os convidados teriam preferência por sucos e água mineral na festa? Acabaram consumindo a águas das lembrancinhas também. A crepeira soltou o fio da tomada e demoraram a perceber, enquanto isso os convidados aguardavam o crepe que nunca ficava pronto. Os convidados nem perceberam os transtornos, e nós não conseguimos aproveitar a festa, não relaxamos nem por um minuto e não conseguimos dar atenção que os convidados mereciam, além de não conseguir sentar pra comer e beber. Ficamos tensos, esperando o momento que alguém diria: “Falta isso!”, “Falta aquilo”, “Já chegou…” – Tínhamos muitas dúvidas em relação ao que servir, a hora de cantar o parabéns, como avisar os convidados do momento e muitas outras coisas. Extrapolamos o orçamento que planejamos.
No final da festa, depois de um dia cansativo e corrido, esperamos os convidados irem embora para efetuar a limpeza do salão, arrumação das mesas, estourar os balões, jogar os lixos, levar as sobras de bebida, comida e os itens de decoração. Afinal o salão tinha que ser entregue limpo, organizado e vazio. Contamos com a ajuda da família para essa tarefa. Aguardamos a pessoa que alugou os móveis ir buscar a decoração (que morava em uma cidade vizinha), enquanto isso a Rafaela dormia no carro e não víamos a hora de chegar em casa.
A festa foi muito elogiada, apesar de todos os imprevistos que não foram percebidos pelos convidados. Ficamos traumatizados e nos convencemos que a próxima, seria com 15 ou 18 anos! Imagine (rsrs).
Passado o trauma, começamos a pensar nas dificuldades que tivemos e começamos a nos identificar com centenas de relatos semelhantes de mães que passaram pelas mesmas experiências e notamos uma oportunidade de mercado, para oferecer uma festa completa, de qualidade, com preço justo, onde os pais não precisariam se preocupar com nada (afinal tempo é dinheiro!), que saibam exatamente quanto irão gastar e que não tenha perigo de faltar nada!  

Foi aí que nasceu a idéia do Mega Park. Durante um ano, realizamos muitas pesquisas, muitos cursos, palestras e vivência em buffets de outras cidades, contratação, treinamento e seleção da equipe. Após esse período, foram mais quatro meses de reformas do salão, instalação dos brinquedos, vistoria do bombeiro, documentação, AVCB, etc. Foi tudo pensado com muito carinho, desde o trocador do bebê ao berçário, do banheiro adaptado às crianças ao banheiro adaptado para deficientes físico, área baby, recepcionista para controlar os convidados e anotar o nome nos presentes, segurança para evitar qualquer tipo de incômodo, garçons e cozinheiras experientes, gerente de festa responsável por tratar solicitações dos pais, monitores, recreadores, oficina de artes, brinquedos atrativos para crianças e adultos…Criamos todo um sistema operacional e funcional. Organização foi o ponto de partida. Depois de tudo muito perfeito, inauguramos  no dia 10/09/2016.

Hoje, o Mega Park é um sucesso em Avaré. A idéia deu tão certo, que pretendemos expandir (mas isso ainda é segredo!). Não vamos parar, vamos sim, buscar melhorar sempre e continuar realizando muitos sonhos com festas inesquecíveis!

 

Raquel Tsutsumi
Sócia-proprietária do Mega Park Buffet

 

Veja abaixo as fotos da 1º Festa

Leave a Reply